Acontece Convenções Eleições Notícias PPL Estados

PPL realiza convenções estaduais

O Partido Pátria Livre (PPL) realizou uma série de convenções em diversos estados, no último fim de semana, para definir as chapas de candidatos e coligações para as eleições de outubro.

Em São Paulo, o PPL paulista se reuniu na Câmara de Vereadores, no domingo (29), com a participação de mais de 800 pessoas, e definiu o apoio à reeleição do atual governador de São Paulo, Marcio França (PSB), e apresentou a chapa de candidatos a deputados federais e estaduais.

O governador esteve presente na convenção e em sua intervenção resgatou o exemplo de Eduardo Campos e afirmou que seu legado “ainda dará frutos em todo o Brasil”.

Segundo Marcio França São Paulo é um grande estado, “maior que muitos países”, e que é governado “há quase 30 anos do mesmo formato”, mas que agora “o que se sente em todo lugar é que as pessoas querem tentar um novo jeito de governar”. Ele lembrou que atualmente são 15 partidos apoiando a candidatura.

O presidente do PPL de São Paulo Miguel Manso destacou a diferença entre os governos tucanos e esses meses de governo peessebista como a “paralisação da privatização do parque Ibirapuera”, e “o reajuste salarial aos professores que há anos não recebiam nenhum reajuste”.

No Rio Grande do Sul, o partido confirmou em convenção, no domingo (29), a candidatura própria à Presidência da República, com João Goulart Filho e o apoio à coligação “Rio Grande Tem Solução”, com a candidatura de Jairo Jorge (PDT) ao governo do estado nas eleições de 2018. O PPL integrará a chapa junto com PDT, PV, Solidariedade, Podemos, e Avante.

Em sua intervenção João Goulart Filho repudiou a “nefasta política neoliberal” vigente no país “com juros altos”. Goulart também afirmou a necessidade “das riquezas do povo servirem ao povo”, e que para isso o “estado precisar ser forte para atender as demandas do povo”.

O pré-candidato do PPL se posicionou contra o armamento da população e defendeu uma ampla política de segurança pública organizada pela União e defendeu a retomada das reformas de base para o crescimento do Brasil

No Rio de Janeiro o PPL, com convenção realizada no sábado (28), o partido lançou Brizola Neto a deputado estadual. Quando fez uso da palavra ele destacou o papel do trabalhismo no desenvolvimento do país, o exemplo dos CIEPs, escolas de tempo integral, implementadas pelo governo de Leonel Brizola no Rio como instrumento para diminuir a violência no estado e criticou a política do governo do estado para segurança pública “violência não acaba com violência”.

No Paraná em convenção realizada no último dia 26, na Câmara Municipal de Cascavel, o PPL homologou o apoio aos pré-candidatos Professor Jorge Bernardi (REDE) ao Governo do Estado, Flavio Arns ao Senado e apresentou os candidatos a deputado federal e deputado estadual. O encontro reuniu mais de 200 pessoas e foi conduzido pelo presidente do Partido Pátria Livre (PPL), deputado Marcio Pacheco, que concorre à reeleição nas eleições deste ano.

No dia 27, no Amapá, o PPL realizou convenção em conjunto com a Rede, no sindicato dos Urbanitários, onde foi homologado o apoio à reeleição do senador Randolfe Rodrigues (REDE), além da apresentação dos candidatos ao parlamento.

No Mato Grosso do Sul, em convenção realizada no sábado (28), o PPL lançou o ex-subsecretário estadual de Juventude, Thiago Freitas, a disputa do Senado e focando na Câmara Federal o partido lança chapa com 12 candidatos a deputado federal.

O Partido Pátria Livre do Maranhão, participou da convenção da coligação de apoio à reeleição do governador Flavio Dino (PCdoB). Mais de 10 mil pessoas participaram do ato.

Fonte:Horadopovo.com.br