João Goulart Filho Notícias

“REPUDIAMOS OS CORTES DE VERBAS DAS BOLSAS DA CAPES”

O anúncio do governo de que vai cortar 11% das verbas do MEC no orçamento do ano que vem atinge em cheio os cerca de 200 mil bolsistas da CAPES que poderão ter suas bolsas canceladas no inicio de 2019.

“A ciência e a tecnologia do Brasil estão ameaçadas com essa decisão absurda”, afirmou João Goulart Filho, pré-candidato a presidente pelo Partido Pátria Livre.

As entidades ligadas ao setor estão se mobilizando para impedir essez cortes. O presidenciável João Goulart considerou um erro grave de prioridade o governo sacrificar a ciência brasileira para garantir recursos para o pagamento de juros da dívida.

“Não é admissível que as prioridades sejam os gastos financeiros em detrimento da educação, da ciência e da tecnologia nacional”, disse ele. “Não concordo com isso. Temos, não só que manter as bolsas, como ampliá-las em número e em valor”, completou Jango.